Soares Contabilidade Home | Fale Conosco

O Verdadeiro Prazer Surpreende e Encanta



O Verdadeiro Prazer Surpreende e Encanta

Há alguns anos, na Igreja da Cruz Torta, em São Paulo, fui assistir e apadrinhar meu sobrinho em seu enlace matrimonial onde, no mesmo local, realizar-se-ia o casamento religioso seguido do civil. A igreja, muito bonita e tradicional para tais eventos estava finamente decorada e reunia todas as condições para um evento de total emoção e requinte. Por ser um marco na vida das pessoas, o casamento costuma transcender da alegria dos noivos, estendendo a excitação também para os convidados e, principalmente, familiares e amigos mais próximos. Isso significa que quando somos convidados para um casamento de alguém especial, mais do que por obrigação vamos com muita emoção e alegria. A atuação do padre, pastor, ou da pessoa que estiver presidindo a cerimônia, neste momento, é muito importante, pois estará diante de uma grande oportunidade ao dirigir-se a uma platéia que, naquela ocasião, poderá conter muitos participantes que não têm o hábito de freqüentar a igreja. Aí está, portanto, a razão para que ele passe uma mensagem que marque e cative o religioso "turista" e para que tente atraí-lo para um convívio mais estreito. Afinal, as pessoas ali presentes estão prontas para ouvi-lo dar seu recado. Mas não foi o que aconteceu. O padre limitou-se a seguir o ritual da cerimônia estritamente dentro de seus parâmetros, não se mostrando empolgado em nenhum instante, encerrando o evento do jeito que começou: apático. Bênção final, música, e estava terminada a cerimônia religiosa. Vamos agora ao casamento civil, que seria ali mesmo, no altar da igreja. Chega o Juiz de Paz, com sua assistente. Um cidadão de meia-idade, paletó e gravata, tudo normal, a não ser pelo aparelho de som que sua assistente se fazia acompanhar, e que logo foi instalado. Uma música de fundo foi tocada, para nossa surpresa, pois o coral não costuma cantar durante o casamento civil. Por isso, o Juiz já estava preparado para tocar sua própria música. Com uma voz bastante agradável, calmo e sereno, começou a discorrer os aspectos legais do casamento. Mas ele realizou essa tarefa com tanta empolgação, com pausas apropriadas, olhando para os noivos, padrinhos e convidados, gesticulando de forma tranqüila e como quem realmente vivenciava a felicidade do jovem casal, que conseguiu nos emocionar mais do que o padre durante a cerimônia religiosa. Ele deu a sua mensagem. A legal e a humana. Cativou a todos. Transformou aquela, que poderia ser apenas uma cerimônia por força de exigência legal, em algo que se tornou inesquecível para muitos. De uma providência burocrática para um ato suntuoso. Até a leitura da Certidão de Casamento, ao final, foi feita com maestria e convicção, coroando com êxito o evento, muito aplaudido pelos presentes. *** Marca-nos com encantamento toda ação que nos surpreende. Em nosso cotidiano, temos relações das mais diversas, com vários tipos de profissão ou atividade. Se vamos a um posto de serviço abastecer nosso carro é porque necessitamos daquele combustível para nossa locomoção. Se queremos usar uma roupa de etiqueta famosa, fazemos questão de procurar a loja apropriada, pagamos caro e ainda saímos satisfeitos. Nós queremos aquele produto. Se vamos ao cinema, compramos o ingresso e pagamos conscientes de que teremos em troca a diversão almejada. Precisamos satisfazer o ímpeto da compra ou uma necessidade que é nossa. Porém, existem certos produtos e serviços dos quais somos consumidores cuja necessidade de aquisição nem sempre parte de nossa pura e simples vontade. Por exemplo: se alguém demanda contra nós, vamos precisar de um advogado para nos defender. Se o muro cair, vamos precisar de tijolos e um profissional do setor para reerguê-lo. Se a lâmpada queimar, vamos precisar de uma nova para substituí-la. E há ainda, em certas ocasiões, fornecedores de produtos ou serviços aos quais procuramos, que tanto podem nos servir a um simples desejo ou a algum motivo de força maior. Tanto posso entrar na loja para comprar a banheira hidromassagem dos meus sonhos, como para comprar a tubulação para ser trocada por conta de um vazamento. Posso procurar uma clínica médica para uma reparação estética que vai me deixar mais elegante, como posso ir em busca da cura de alguma doença que me aflige. Seja na condição de prestadores de serviços ou de vendedores de algum produto, o que precisamos ter em mente quando estamos atendendo ao nosso consumidor é que ele é nosso cliente e que, como tal, devemos ficar agradecidos por ter-nos procurado. Nós precisamos atendê-lo na sua necessidade da maneira que lhe cause a maior satisfação possível, pois ele pode estar ali obrigado por uma situação qualquer, que o fez procurar-nos. Nós precisamos encantá-lo. Se para ele aquele momento é prazeroso, ótimo, ele ficará mais satisfeito ainda. Se para ele o momento é angustiante ou desgastante, cabe a você amenizar esta situação. Não torne ainda mais difícil o que já lhe vem causando problema. Quando um cliente me procura para fazer sua contabilidade, ele pode estar na busca de um trabalho que, através da ciência contábil, lhe traga a posição econômica e financeira de sua empresa, informações sobre a atividade para fins gerenciais, bem como a lucratividade do período em análise para melhor direcionamento dos investimentos aprovados. Ou simplesmente me procurou para fazer a "escrita" que, por força da legislação, é obrigado a manter. Cabe a nós, na condição de fornecedores, através do total respeito à figura do cliente, demandar todos os esforços no intuito de proporcionar-lhe o atendimento mais que especial que é de seu direito. É preciso investir no processo de relacionamento. Preocupar-se em atender e resolver o problema ou a necessidade do cliente. Estar aberto a um relacionamento para, através da confiança que ele lhe atribuir, poder lhe ser útil. Se o produto, serviço ou momento não requer (ou faltar) criatividade, ao menos capriche no ritual. Um simples relatório pode ser entregue de várias maneiras, como por exemplo, com gentileza ou sem gentileza. Saiba, portanto, transformar sua atividade em um ato de profundo prazer, para você e para seu cliente, mesmo que naquele momento a verdadeira razão para ele tê-lo procurado seja decorrente de uma obrigação. Faça com que ao final do atendimento ele não só se mostre agradecido como também o aplauda pela simples maneira como você o surpreendeu durante o atendimento. Bravo! Bravo!

Veja também


Voltar
 
Soares Contabilidade
Fale conosco
Onde estamos
Soares Contabilidade
Telefone: (15) 3331-7000
E-mail: soares@soaresnet.com
Rua Vicente de Carvalho, 40
Sorocaba - SP (ver mapa)

Segunda a sexta-feira, das 7h30 as 18h.
Soares Contabilidade - Todos os direitos reservados - 2017 Kombi Design