Soares Contabilidade Home | Fale Conosco

A Poesia de um Balanço



A Poesia de um Balanço

Amigo, está vendo esta folha de papel intitulada Balanço Patrimonial? Para você é um simples relato, sucinto até, com alguns números dispostos em certa ordem que chegam a sugerir a aplicação de determinada técnica, seguindo os princípios da ciência contábil. Mas veja bem, para mim é uma "poesia", pois, nos bastidores destes números, suportando cada milésimo de seu conteúdo, vejo uma verdadeira paixão. Paixão gerada por um entusiasmo contagiante do empresário que não mede esforços, trabalhando arduamente na busca de seus objetivos, superando incontáveis desafios que sua rotina lhe impõe e muitas vezes abdicando de um merecido descanso, por conta da responsabilidade que orienta seus passos. Paixão de alguém que optou em tornar realidade seu sonho. Uma vida de sacrifícios: noites mal dormidas; desavenças com fornecedores; treinamento (eterno) a funcionários; atendimento incansável a clientes; nervosismo com fiscalização; atrito com sócios - administrando picuinhas até; fluxo de caixa sempre exigente; atento às questões tributárias que minam suas reservas; contas intermináveis para pagar; reuniões que absorvem seu tempo, um bem sempre precioso; e outros percalços da vida empresarial. Mas na outra ponta, veja os progressos obtidos: máquina "nova" quando chegou; ampliação de um setor; nomeação do segundo gerente; compra do terreno; construção da nova sede; negociação financeira que o banco aceitou; necessidade de mais veículos para atender a demanda; quadro de funcionários gradativamente aumentando; acréscimo na produção e vendas; maior prestígio junto aos clientes, funcionários, fornecedores, comunidade; aplicações financeiras nos extratos; entidades começaram até arriscar pedir donativos; o empresário começando a ser chamado de "doutor"; e outras conquistas da vida empresarial. E na vida pessoal: os filhos crescendo; despesas aumentando; esposa relatando os problemas domésticos; as férias não gozadas; os feriados que trabalhou; o orçamento apertado; e muito mais, porém, aqui também na outra ponta, temos que: a casa ficou pequena, mudou para uma maior; o segundo carro também veio em seguida; os móveis pouco a pouco sendo trocados e modernizados; até cachorro de raça já habita o mesmo teto; 18 anos e um dia, o filho já tirou carta e trocou a "motinho" por um carro, que agora já são três; até as viagens aumentaram de intensidade e em distância também, tendo até avião já no currículo; e por aí vai. - Explique-me, onde está a poesia? Diz você. - Olhe para os números. Argumento eu. - Só vejo números. Você insiste. - Olhe de novo. Agora sou eu que insisto. A poesia de um balanço está em ver além dos números. Veja o esforço demonstrado, o sucesso alcançado, a luta exigida, o amor dedicado, a paixão desmedida, a glória vivida, o objetivo atingido, o prazer de um sonho realizado. Se para você isto não for poesia, pode ter certeza, elementos mais que suficientes estão a espera de uma bela estrofe, basta que se organize em versos, pois que o empresário pode não ter nada de poeta, mas tem tudo de protagonista. Ele forneceu a história, o motivo. Ele é a inspiração do texto. Na empresa muitos números há. Que tenho certeza um progresso demonstra. Uma paixão, uma vida, um sucesso. Jamais esquecido ficará.

Veja também


Voltar
 
Soares Contabilidade
Fale conosco
Onde estamos
Soares Contabilidade
Telefone: (15) 3331-7000
E-mail: soares@soaresnet.com
Rua Vicente de Carvalho, 40
Sorocaba - SP (ver mapa)

Segunda a sexta-feira, das 7h30 as 18h.
Soares Contabilidade - Todos os direitos reservados - 2017 Kombi Design